5 de maio de 2008

O Que Sobra é Principal

Tomado da mais alta extasia impossível, sonhada meta, justificada pela balbúcia teimosa que ouvira - palavras juntas de sentimentos fortes. E um toque de realidade e tudo trinca. Vida de corpo que não suporta o que é além também concreto. Bastava esta carne feroz por outro pedaço, e só. Virou-se: limpo, mais outra vez, para o próximo narrar. Demais, essências.
"And it rips through the silence,
all that is left is all that I hide."
Beirut - 'Elephant Gun'

4 comentários:

Belíssimas Palavras disse...

Minha tão querida amiga.
Cada vez que passo por aqui tenho a impressão de estar materializando vc na minha frente. Devo desculpas à você pelo tempo em que demorei a vir?... Não, devo desculpas a mim mesmo. Quanta coisa linda... Tudo aqui tem o seu jeito, tudo me lebra exatamente vc... Então me lembro que a saudade também provoca dor... Bjo grande...

Vanessa disse...

Pati... toda vez que entro aki,me orgulho mais de ter vc como amiga.. e posso falar de coração aberto que vc é minha amiga, pois sinto em vc uma força muito grande para que eu seja feliz.. e o mesmo da minha parte...Torço muito por vc viu......
E esse seu dom de escrever, me deixa encantada com seus versos.. que expressam o seu momento.. eu leio e ja sei como vc esta...rs...rs
Adoro vc..
bjs

.raphael. disse...

Sabe que esses dias eu ando lendo Guimarães e sinto, claro, uma enorme influência no que vc escreve!..hehehe

É... é pra elogiar mesmo! Pq tudo aqui ta sempre bem feito! :)

Beijo!

Flávia disse...

Demais, essências.

E é isso que importa, não? Essência...

Beijo, amor, amor, beijo...