1 de maio de 2008

O virtual é, às vezes, o que se pode ter de mais real. O real pode nunca ter havido... O que restou-me foi viver. E vivo,
intransitivamente...
incansavelmente...
amando.

7 comentários:

Livia disse...

Primaa!!!
Vc sabe que é a pessoa mais perfeita que conheço né? uma pessoa que tem um pouco de cada coisa,inteligentíssima, centrada qdo precisa, louca qdo precisa,pra vc não há tempo ruim, uma pessoa simples com um coração de bondade infinita...
Que nunca desiste de sonhar!!!
Pois o futuro pertence as pessoas que acreditam na beleza de seus sonhos...
Amo mto vc!!!

Lindo texto!!!

Bjoooo

Livia

Anônimo disse...

Você é a mais virtual e real que eu tenho, e você também sabe que eu continuo vivendo amando.
All five horizons revolved around her soul. Meu horizonte tem seu nome.
ass, J.

Flávia disse...

Ausente deste espaço mas presente no meu, sempre.

virtual, real... quem saberá a diferença entre tais? O que é, é no coração e ponto. É lá que o impossível se materializa.

E o meu tem você, amiga-metade, Maria Maria minha.

amor imenso, inteiro e real.

Beijo, beijo, beijo.

minicontosperversos disse...

Bela, que complexa. Parece que vc brotou e um livro da Clarisse.

Como gostaríamos de ser assim.

Bj

vanessa disse...

O real existe sim, e sempre existirá :)
Aqui ele existe!

Beijos

Diogo disse...

Que vivamos sempre assim!

inutilia sapiens disse...

'leve como leve pluma.
muito leve, leve pousa.
muito leve, leve pousa.

ah, simples e suave coisa.
suave coisa nenhuma.
suave coisa nenhuma

sombra silêncio ou espuma.
nuvem azul
que arrefece.

simples e suave coisa.
suave coisa nenhuma.
que em mim amadurece.'


há quem morra sem saber diferenciar cólera de amor ou concreto de abstrato.

besos.