24 de junho de 2008

Erro à tiro

aaa
Acabei de dar um tiro em minha cabeça
Na ilusão de que a culpada fosse a razão.
Que tola atitude minha!
Em pensar que este pesar acabaria
Em dois segundos de explosão...
Agora soube eu que é tarde,
Pois perdi completamente a racionalidade,
E fadada a sentir-me metade,
Comprovo meu simples erro vão:
A direção do tiro, inocente, eu errei;
Tinha de ser no coração.
aaa

16 comentários:

Ígor Andrade disse...

Devemos ter cuidado com os tiros fatais.
________________________________

Liricamente
exercitar-me-ei
sempre...

Linkada!

Abraço!

Gleicy disse...

LiiiiiiiiiiiiiNda !!!
aaaaah ...
É meu oRgulhOoo essa menina,mOça,mulher!!!rsrs
Seu dOm literário é uma dádiva pRa todos nÓs...

@doro-Te infiniTamenTeeeeeeeee...

BjO;)

.raphael. disse...

Caraleo! heehhe
é digno de uma antologia isso!
Belissimo!

Às vezes, infelizmente, os tiros saem errados!

Beijos!

.raphael. disse...

Reli! É liricamente lindo!

outro beijo!

LindaRê disse...

doces enganos...
vivo os comentendo.

Bjs

Fabrícia ♥ disse...

racionalidade .
se achar a minha por a~e , favor me informar :|
a minha já ta perdida faz tempo :~
bom , amei teu blog vio?
muito lindo esse teu banner *-*coooooooisa perfeita seus textinhos , e o nome , exercício lírico &.&
ta de parabéns :)
beijosmeliga (H)

Sujeito Oculto disse...

Foda. Não é como essas poesias pretensiosas que andam pelos blogs!

F. disse...

aiai... tola mania essa de achar que somos mais espertas que o coração, né?

A gente faz pontaria... e quem acerta é ele.

Amei o poema ;)

Beijos!

fael disse...

vixe...inspirada hein querida?

parabéns Pati, blog cada vez melhor! beijos!

ps: ainda acho uma cerveja gelada menos complexa =P ahuaehueah
brincadeira!

Paloma disse...

O melhor para mim é quando fecho os olhos, ponho as dores ao redor de mim e brinco de roleta russa.
Meu coração, eu já aprendi, nunca erra.
Lindo, lindo poema.
Beijo carinhoso.

Menina da Imprensa disse...

Moça... Que "erro"! Se erro rende poema assim, imagino acerto!!!
Mas esse tal de coração é um folgado mesmo, bate o quanto quer, não gosta de apanhar, e ainda faz a gente errar o tiro... Mas sabe, foi erro não, o coração não é o culpado de um pesar, mutas vezes é vítima...
Lindo, lindo e lindo!
Kisses

Anônimo disse...

É tudo tão lindo aqui! Que até resolvi comentar ao invés de só absorver.
Saudades de ti...
Penso que eu sentiria saudade de você mesmo se não tivesse te conhecido...
beijos :)
Letícia Zanchetta

Mila disse...

E sempre quem pensa tudo erra naum é o coração??? É... sinto que agora estas na mão do louco errante!!!!
Beijos Mila

Anne disse...

Bom, por mais que a razão tente meter a sua colher, vc sabe que normalmente quem manda é a emoção, o sentimento...por mais q a gente tente dizer a si mesmo isso ou aquilo, o que sentimos é normalmente mais forte!

Adorei esse, Pati (vou te poupar daquele apelido feio...hasuhaus), está mto lindo, lindo como vc é!!!

Beijos

leo-desde1984 disse...

Uma das coisas mais bonitas que já li

bjoo

Diogo disse...

Sinceramente...
Você eu não sei quando, mas eu percebi que o tiro deveria ser no coração logo após ler a segunda frase....hauihauihauihuia