28 de julho de 2008

Para (eu) continuar (em você)

aaa
Uma bússola sem nortes medidos, o coração a frente do peito levara-a de encontro a outros músculos quaisquer, primeiramente alheios. Doces vozes cantadas a outros ventos surdos e ligeiros... Inaugurava a direção das pernas esguias, brancas de plumas, nitidamente uma pressa desenhada. Como única alma para continuar-se, iam mãos e coração. Ritmo paralisado num instante de encontro, novo peito aberto ansiando transplante. O que é a vida senão estender-se? E pôs as mãos do coração itinerante sobre aquele novo porto, absolutamente, todas as batidas de vida inédita. As mãos tocadas, todas. Teu coração de fora, dentro dele. Completude de simplíssimos predicados – risos de tudo após este nada sem começo.
aaa

9 comentários:

Gleicy disse...

êiTaaa...
amiGaaa saBe?!
sOu sua fã !!1 rsrs

@mO-T

BjO:)

sua sobrinha! disse...

quem é vivo sempre aparece né tia? rs =D
"O que é a vida senão estender-se?"

quem diria..pra quem tava falando de suicidios...chocante! ;O ;x
rsrsrs...
bjoos
eu te amo!
saudades infinitas \__o__/

Wagner Marques disse...

tão bom que chega a ser doce seu blog!!!

gracias...

.raphael. disse...

Só uma palavra define esse texto: Lindo!

Beijos

Ígor Andrade disse...

"risos de tudo após este nada sem começo"
Ainda escrevo a partir disso. Posso?
Abração!

Estava Perdida no Mar disse...

Coração transplantado.

Isaque Viana disse...

Depois vem dizer que não é torneira de versos...
ahhh!

Berry,
tudo muito belo.

Beijo

Anne disse...

Ô coisa mais fofa isso, minha linda..."O que é a vida senão estender-se?"...nada. Sem extender-se, amar, recomeçar sempre que preciso, sonhar e sonhar e sonhar...

E essa sua alma linda extende-se o tempo todo, pq a sua luz se espalha em cada canto onde vc estiver. Já disse q eu acho vc linda?

Beijos, querida amiga, que vc tenha um ótimo restinho de semana!!! Adoro-te

Ceisa Martins disse...

Nossa... a cada dia que passa mais perfeito, com mais alma, com mais coração...
A cada dia que passa, fica mais em mim suas palavras!


Perfeito, paty!

Beijos!