27 de agosto de 2008

do latim, Regresso ao Ano

E em pensar na finidade dos anos e de tudo que lhe é corpo... Creio, é no correr dos ciclos que minha coleção de passados vira exposição de casos resolvidos. Sobre o tempo destes anos, fez-me agrado à memória: das denominações, dos limites de datas ou das cores dos botões apenas ficam-me os cheiros das paisagens e as notas musicais – ora dotadas do calor dos pés, ora ilustradas deste azul cavalheiro, que me apresenta, que subjaz meu nome, que tornou-se espécie de identidade e conta ao mundo o que somente eu posso entender e não tenho medo. Quanto mais os acumulo, mais distribuo tempo em uso. A minha coleção de passados alimenta e contagia o meu futuro – história minha de percalços que conto, e sou feliz. De qualquer forma, anniversarium para mim.
aaa

7 comentários:

Isaque Viana disse...

Saca aqueles votos e tal?
Coloca um expoente infinito.
É isso.

Beijão.

Abaporu disse...

AH, A ESTA alma que não arde
Não envolve, porque ama,
A esperança, ainda que vã,
O esquecimento que vive
Entre o orvalho da tarde
E o orvalho da manhã.

Felicidades...

abaporua(rs) disse...

oii tia! (6)
rsrsrs
armei outro nome agr oq vc axou?

em relação ao post..
>>>\o/<<<
eu gostei! =D
beeijos
te amo ta? ;)

.raphael. disse...

que maravilha de presente vc se deu! Concordo com vc, ao deixar o passado o que restam são as paisagens e as músicas! Pricipalmente elas, que deixam cheiro na nossa memória!

Beijos

Leonardo Werneck disse...

Opa, parabéns atrasado!!!

Beijos

Ceisa Martins disse...

Ouuuw...
Que eu amo girassol!
e adorei a cara do teu cantinho!!!

Tá tudo lindo!

Beijos!

Ultra Violet disse...

Adorei as mudanças do Blog, ficou fofo!

Feliz aniversário atrasado. E cai no dia do psicólogo.

Bjs.