26 de outubro de 2008

as estações minhas

26 de outubro de 2008.

"Encarar a vida de frente.
Encarar sempre a vida de frente e conhecê-la como ela é.
Enfim, conhecê-la.
Amá-la pelo que ela é e depois, descartá-la.”
Virginia Woolf.


Os verões das chuvas de todos os dias.
Os invernos dos dias inteiros de chuva.
Estas ações: as Minhas Estações.

7 comentários:

Adriano Queiroz disse...

Encarar a vida de frente é duro, mas se não for assim, morremos sem nos conhecer.

Abraços.

Ígor Andrade disse...

Ando com saudade das chuvas por aqui...
Abraços!

Flávia disse...

Ai, amiga... as tuas as minhas, as nossas... e nós, criaturinhas de sol, que tanto necessitamos de calor - que só esse coração que bate no nosso peito não agüenta aquecer tanto frio assim...

Dias de sol. Inteiros de sol. É pedir demais?

Beijos, amo vc.

P.S.: nada a ver, mas não resisti a transcrever aqui a palavra que apareceu no seu verificador de palavras - SURAMAN. Me lembrou aqueles nomes de super-heróis japoneses tipo Jaspion, Changeman, hahahaha. Suraman...

isaque disse...

Caraca, Pati...
Adorei isso de:
"Eu surto com um sorriso no rosto" .

É aquele tipo de coisa que a gente pensa: Putz, deveria ter escrito isso..

Sem contar isso agora: "Estas ações". Nem me resta muito o que dizer, né?


Beijo, tá?

nota: Entrei na onda da Flavim, a minha palavra foi 'nomessan'. Coisa estranha, bicho...

.raphael. disse...

Por mais que dias de sol nos deixe feliz eu aind prefiro os dias de frio, mas sem chuva! Eles me deixa inspirados!

Todos com todas as suas estações!!

Beijoss!!

Beatriz disse...

Encarar a vida, olhá-la de frente, quer seja verão, inverno, outono ou primavera... difícil mas necessário este processo de aprendizagem de nós mesmos.

Deixo um raio de sol a brincar na tua tarde e um beijo no coração.

Pavón disse...

Chuva pode ser que remeta a algo triste, mas experimente um dia dançar na chuva, ao som dela ou simplesmente pára provocá-la e perceberá que os verões de chuvas intensas ou os invernos de chuvas de todos os dias, podem ser a dança das emoções eclodindo no seu coração, sempre intenso independente da estação.

Beijos