12 de outubro de 2008

ladainha

13 de outubro de 2008.

Eu tenho urgência. Necessito contágio imediato. Se não for inteiro, rejeito partes, não às metades, dispenso vaidades. Eu tenho urgência. Necessito contágio imediato. Se não for agora, nunca mais, nada atrás, encerro o cais. Eu tenho urgência. Necessito contágio imediato. Se não for sublime, eu desço meu salto, jogo tudo pro alto, retomo-me de assalto. Eu tenho urgência. Necessito contágio imediato. Se não for fácil, simplifico, musifico, edifico. Eu tenho urgência. Necessito contágio imediato. Se não for aceita, dane-se o que pareça, que desfaleça, me esqueça. Eu tenho urgência. Necessito contágio imediato. Se não for para mim, para o outro, para o resto, qualquer fim. Eu tenho urgência. Necessito contágio imediato. Se não for, é. Reticências...
"E quem quer saber?
A vida não pára.
A vida é tão rara..."
Lenine

15 comentários:

Ceisa Martins disse...

Nossa...
E pra onde foi toda aquela nossa conversa de ter calma??? rs

Te adoro, moça!

Beijos!

.raphael. disse...

ultimamente tenho urgencia de sumir daqui! heheeh Mas quanto mais urgente parece que mais as coisas demoram a chegar nao!?

Beijos

Mundo de Lanna disse...

Que lindo isso amiga!!! ADOREI... Engraçado... postei essa msma musica hj no meu album... é preciso ter paciência, mas como o mundo não espera por nós,precisamos msmo viver... por inteiro, pq um dia seremos lembrança... Bjim!!!

Cadinho RoCo disse...

Tão bom deparar com palavras tão determinadas!
Cadinho RoCo

LindaRê disse...

Eu tb tenho urgência... sempre.

Leonardo Werneck disse...

eu tenho esse tipo de urgência!!

César disse...

Adoreiiiiiiiiii o texto mt bom, Parabens

Ultra Violet disse...

Aff Maria, urgência e intensidade é comigo mesma.

Somos acometidas pelo mesmo mal. Mas é justamente isso que nos faz viver de verdade, mesmo que seja de mentira.

Vamos abrir o clube das mulheres intensas demais.rs

Bjs lindona!

Anne disse...

Eu tb tenho urgência(S), infelizmente algumas vão ficar para o nunca mais, mas outras virão em seu lugar.

Estou olhando agora para o que eu necessito e parando de olhar tanto para as necessidades dos outros. Pq fiz isso a vida toda, esqueci de cuidar melhor de mim. MAs agora, lembrei!!! rsrsrs

Lindo esse, flor! Suave e delicado, como vc, mesmo com a urgencia. E que caia o pinto daqueles bestas que não viram a pessoa maravilhosa q vc é e te deixaram escapar. Burros (hahaha, repara não que eu tô meio trágica hj)

Beijos, lindinha...meu carinho sempre com vc!!!

minicontosperversos disse...

Pára Patrícia. Vc já tinha navegado pelo MCP antes... A memória é que te traiu (e o fundo do nosso blog, que de preto virou batom carpete de boate)

Flávia disse...

Hahaha, faço coro com a Anne: que caia!!

Hoje tô com a cabeça meio fora do lugar (não, não bebi demais nem dormi de menos, é a tal da maldita enxaqueca me fazendo ver estrelinhas e não me deixando pensar direito)... mas vc sabe o que eu tenho a dizer. Vc sempre sabe.

Nós, vc e eu, e alguns outros, vivemos num mundinho próprio que não admite metades. Existimos das e para as coisas plenas, e essas não carecem de procrastinações. Mas a gente também precisa a aprender a arte da paciência, pra conseguir viver nesse mundo outro que nos testa a cada instante. E, aos trancos e barrancos, vamos aprendendo, sem abandonar nossa própria essência.

Beijosmeus, e meu amor.

Isaque Viana disse...

"Hey, Pati, take a sad song and make it better(...) don't carry the world upon your shoulders..."


É ouvir pra isso:
É de você que lembro.


Chapa minha, minha chapa (nossa, isso ficou meio "meu mico, mico meu"...),

O de sempre tá?

Ígor Andrade disse...

Mulheres assim me encantam de tal forma que acabo urgente também.
Abração Patrícia!

Carlos Henrique disse...

Eu sempre gostei de dizer ladainhas para alguma ladainha ,e nunca define na verdade o que é na verdade uma ladainha sem ladainha..hehehhe

bjusss nenem

batista disse...

isso é mui belo e cortante.
a-d-o-r-e-i!
deixo um abraço fraterno.