19 de outubro de 2008

Obra-prima

19 de outubro de 2008.


"O autor nada mais fez que vestir a verdade
Que dentro em ti se achava inteiramente nua..."

Mário Quintana

"..."

Reticências de F., amiga-metade-minha - que gritam-me versos.

Quem dera página amarelada de citações românticas
Quem dera marcada e envelhecida rima parnasiana
Quem dera o encontro à realidade mais fictícia que a arte
Ostento de luz, ciranda.

Nasceria desse bucolismo derradeiro
Viveria cada passo um compasso musical
Morreria em palmas marítimas, solo salgado
Flutuante, doce angelical.

Fosse embaralhada poesia sublime...
Sobra em resto,
Resultado final.

10 comentários:

Mai disse...

Ei Patrícia, Linda.Muito e docemente linda é a tua escrita, a roupagem com a qual vestes a tua alma. Não deixarei de te visitar.
Carinho.

Ígor Andrade disse...

Estou sorrindo de novo!
rsrs
Abração!

Beatriz disse...

Adorei as mudanças!

Versos, como sempre, dizendo da tua alma iluminada de poesia e amor.

O anterior, que belo!

Fica um raio de luar nos teus sonhos e um beijo no coração!

Anne disse...

"morreria em palmas marítimas, solo sagrado..."
Lindas palavras, menina. Estou precisando afogar algumas coisas aqui em mim, nem sempre é fácil, mas é sempre perfeitamente possível.

Sabe qdo abrimos mão? Pois é, eu abri... e acho que nunca nada está fora do seu lugar. Se foi é pq era pra ser.

Está na hora de procurarmos novos mares, não acha? Quem sabe encontramos a paz que tanto buscamos...e vamos tocar aquele plano, acho que vai dar mto certo!!!

Beijos, linda menina, eu te amo mto! E sorria sempre! Vc fica iluminada quando sorri!!!

.raphael. disse...

Quintana bateria palmas para esses versos!
Bonito demais!!
Beijao

Pavón disse...

Como sempre vc transpira intensidade...
Mas nao morra em solo salgado, mergulhe de cabeça e nade a ilha mais proxima, fique 3 dias, e depois pegue carona em algum navio pirata... afinal, dizem que os piratas são excelentes poetas, depois de uma dose de rum é claro... mas nao deixam de ser otimos poetas....rsss

Beijooo!!

LindaRê disse...

Sempre tão lindo...

Leonardo Werneck disse...

Belas palavras...

Flávia disse...

Poesia é ouroboro, sabe?

Mil coisas.

...

Beijos meus, amo vc.

Ígor Andrade disse...

Agora enxerguei o significado de obra-prima!
Abraço, abraço!