1 de dezembro de 2008

É

01 de dezembro de 2008.

O Primeiro.



É cor que me assalta
que rouba
e foge de repente.

É mão que me tapeia
que acaricia
e segue em acenar constante.

É nascente do desejo alheio
é inspiração
é causa de morte e vida
todo dia.

Todo dia.

14 comentários:

Isaque Viana disse...

Puta que pariu!

Perdão, perdão. Mas cê sabe que eu amo esse poema.
Pra mim é o melhor. Melhor, bicho.
Esse foi o primeiro poema seu que eu li. Lembro bem daquele dia. Talvez seja por isso que eu goste tanto, sei lá. Só sei que adoro.

beijos, flor.

Monday disse...

definitivamente, eu adoro seu jeito de escrever, moça. aliás, entrar na blogosfera foi uma das melhores coisas do ano: encontrei várias pessoas, com estilos diferentes, que escrevem muuuuuuuuuuuito ... e vc com certeza é uma delas ...
enquanto a bilheteria tiver aberta, eu vou passar pra pegar meu bilhete de entrada ...

rogeriomarcal disse...

É lindo mesmo, realmente. Eu gosto bastante. =)

Van disse...

Ai que delícia......
"Nascente do desejo alheio"!!!!
"Todo dia.... Todo dia...."

Amem nóis tudo, amoreca!

Que todo dia vire, assim de repente, eternamente.

Beijucas

Ígor Andrade disse...

Todo dia é tudo.
Todo dia nosso.
Tudo no dia todo.

Beijão, Pati!

Linda_Rê disse...

Eu tenho essa causa.

Lilian Dalledone disse...

E todo dia uma cor diferente...

Tenha um lindo dia. Todo dia.

;-)

Ceisa Martins disse...

Ah! simplesmente lindo!
E ponto!

Beijos, Pati!

Celine disse...

Lindo mesmo.

Flávia disse...

Hey, Patch.

Sei bem o que é essa 'causa de morte e vida todo dia, todo dia'. Mas acho que morte, morte mesmo, é a gente um dia se deparar com a ausência dessa coisa que nos faz viver e morrer. 'A gente' é modo de dizer - porque acho que, nem que quiséssemos, vc e eu, conseguiríamos abrir mão disso, dessa coisa de sentir no último grau da escala Richter das emoções.

E esse 'Primeiro' quer dizer primeiro mesmo, estréia tua nesse negócio de fazer poesia? E tu já começou assim? Medo de vc!! =D

A fotinho nova do perfil tá uma graça! Assim, meio moleca, meio blasé, sorrisinho indecifrável, narizinho empinado e desafiador... charme total. Adorei!

No mais, o amor de sempre dessa metade de cá.

Beijos!

Pequena Poetiza disse...

caramba
são os polos do contraste

perfeito a riqueza do que colocastes
do que afeta
foi bem fundo de mim tuas palavras

bjos flor
lindo dia

sandro caldas disse...

Acabei de pedir seu link para Flavinha, do "sabe de uma coisa?". Vc é muito boa com as palvavras. Sorte enocntrar blogs como seu e o de Flavinha.
Passa lá no meu e passeie um pouquinho.
Bjão!

Leonardo Werneck disse...

Todo dia e todo dia!


Beijo

Sunflower disse...

Ah, se essas palavras saem da tua boca então ela um útero, e meu ouvido não vai ser sepultura delas.

Tá vendo, nem tudo nasce e morre todo dia.

beijas