24 de dezembro de 2008

De Frente

O que importa é encontrar.
Pablo Picasso

Meu fluxo de consciência corre as velocidades da avenida depois desta janela, minha pressa, na contramão das imposições. Segue contaminando dos sabores meus os canteiros plantados de cores, flores, vendavais. Não me amedronta o que é depois: armo-me de antes e faço-me livre após. E exalando meu desejo de cumprir minha vida em atos lavrados de verdade, levo-me firme, partes únicas centrais, oposta ao tráfico, irrealidade. Criada instante a instante - minha tendência - aceito as penitências e não encontro outra crença senão a de assumir estes quereres de mim alimentados por frases, mares e sensações. O que gosto define-se na força que exerço quando faço do caminho este contrário. As idéias reafirmadas nos gestos dos pés, do corpo, do desejo áspero e quente num movimento de busca. Eu grito a identidade e corro os olhos, encanto meus braços de poderes de força, escancaro o peito contra ao que vem e não termina, lá. O que eu tenho surge de cima, reafirma minha sina e esgota o que é raso. Eu não canso.

Meu fluxo de consciência corre as velocidades da avenida depois desta janela, minha pressa, na contramão das imposições para te encontrar de frente, meu amor.

9 comentários:

Bill disse...

Um fluxo de luz, desenhando marcas e deixando sinais...

Feliz natal dona moça... Se vista de sorriso.

Paz, amor e saúde para tu e todos a sua volta.

:**

Ígor Andrade disse...

Eu também não canso. Eu quero gritar pro mundo, ou sei lá pra quem... o meu amor tão bonito. Estou na velocidade máxima dessa janela, que cresce, e cresce. Encontrar de frente, o meu amor, será o próximo passo.
Beijo e abraço, Pati(m...)!

Monday disse...

E você ousou pensar em parar ... rsss. Melhor que parar é continuar, andando pela contramão, fazendo uma pequena contravenção em relação ao que parece ser o certo ...
Bons motivos sempre valem uma atitude de moleca a mover a moça na contramão certa ...

Isaque Viana disse...

Olá, linda!
Muito bom ver cê escrevendo assim.
Muito bom mesmo.
Ontem terminei de ver 'capitu'. Putz... Fiquei emocionado, cara. Fiquei.

Berry,

Beijo de sempre.

Pequena Poetiza disse...

que jamais nos cansemos porque devemos continuar sempre.
que esfacelamos o raso e encontremos o mais profundo de nós
nada de superfícies
mostremos o obscuro.

bjos querida

Flávia disse...

Eu totalmente flutuei no ultimo parágrafo.

E não, eu também não canso. E mais do que não cansar, eu não descanso.

Um beijo, querida minha, e meu amor repousado aí nas suas mãos.

Leonardo Werneck disse...

Meu fluxo de consciência é parecido com o teu!


Beijo moça

Mila disse...

Te desejo um excelente 2009!!!!
Beijos Mila

Sujeito Oculto disse...

Vale a pena? Já não estou certo de que o amor realmente exista.