18 de fevereiro de 2009

em busca da maiúscula

"Será que existe alguém
Ou algum motivo importante
Que justifique a vida
Ou pelo menos este instante?"

saí assim: sem estrutura para apoiar a minha crença, sem escoras para as minhas certezas, não tão certezas agora. num impulso sem amputar as mãos, passo a passo editando este chão, na repulsa do tal coração que é meu e expulsa meu passado longe, teu desejo à sorte de dizer pequeno o que minha memória incendeia, é tarde. esta mágica não me engana, nem assanha, desmancha as manhas que jamais me funcionaram glórias. relapsas, tão trágicas quanto a falha da forma criada por cores primárias das correntes sugando os filetes, liquido rubro, que percorrem os passos feridos e estacionam sobre minha rigidez.

eu tenho, porém, os braços - é certo - abertos e salvos.

"Eu vou contando as horas
E fico ouvindo passos..."
(Leoni)

14 comentários:

Ígor Andrade disse...

Tudo isso é um instante, Pati.
Vai um abraço, aí? rs
Não esqueça seus sonhos, e não conte mais as horas! rs
Abração, querida Pati!

NiNah disse...

Penso que é a primeira vez que comento aqui. Lindo, moça.
Ah! Detalhe não será a última. rs
Bjo

Nanda disse...

"não me engana, nem assanha, desmancha." lindo e sereno, ao mesmo tempo que é vidro em água.

conte sim os passos.. até que se tornem horas e dessas horas, dias melhores.

adorei o que aqui encontrei!

Sunflower disse...

essa pati é tão estudioso, escritora e namoradeira.

Nossa, altos papos professorísticos pra falar com vc, mas NUNCA te vejo no msn.

Beijasss, mais linda.

Sam disse...

"Nunca deixe de sonhar. Deixe sempre que a luz do sol brilhe no céu do teu olhar... sim, nós podemos mais"

Beijos carinhosos, menina linda!

Abraços, flores e estrelas tbm... rs

Monday disse...

e então, 14 dias depois de matar a gente de saudades, ela vem a público e deixa a gente feliz ...

talvez não importe tanto como vc saiu, mesmo que sem maiores certezas ... o mais importante são os seus braços abertos ...

é por ali que o mundo te abraça com carinho e te recebe do jeito que você é: um doce de menina!

Flávia disse...

Eu não tinha lido seu post quando publiquei o meu. Mas, mais uma vez, me espanto com os nossos paralelismos.

Quando será que vai rolar o nosso brigadeiro, hein?

Te amo.

Mil beijos!

Késia Maximiano disse...

eu tenho, porém, os braços - é certo - abertos e salvos.


Sempre, meu bem!

Lindo lindo..
Beijos

Tainá :) disse...

Que bonito, Patrícia.

Continue de braços abertos, livres. Libertar a alma. E deixar o coração sentir o que de bom tem essa vida.

Carlos Barros disse...

Passeando em tuas linhas, sorvendo aos poucos teu sentir...
.
Teu coração sincero ao momento.
Quanto ao excerto do Leone: Existe sim. Nos pormenores.
.
Beijo!

Monday disse...

to, sim, morrido de sodades de ti, menina bonita linda do meu coração de poeta saudoso da silva sauro ...

mas sei que tá vivinha .. te achei no brog da Sunny Girl do Biquini Prateado ... uaaaaaauuuuuu

.raphael. disse...

Quem tem os braços abertos está a esperar! A esperar o mundo, a abraçar o mundo!
E isso eu sei que você tem vontade! E muita!

(nossa, quanta exclamação) hehe

Beijos sempre!

Diogo disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Diogo disse...

Pois é...
Para os amigos, como você, diria que não prescindes, realmente, dos braços...
No caso do parágrafo, só o fato de terminares com "rigidez" já basta!
bjo, teacher...