4 de fevereiro de 2009

(um fôlego, apenas)

"Vale a pena sublinhar que os doentes mentais,
quando munidos de algum estudo,
têm quase sempre a tendência irresistível de expressar-se por escrito,
tentando disciplinar suas divagações no molde de um tratado filosófico
ou de uma composição literária."
(Juan José Saer, 'As nuvens')



A criação e manutenção de blog caracteriza-se por reticências. Desejei recordar-me dos motivos para o fazer nascer. Lembrei-me? Não escolhi os membros que sutento, traço o meu caminho com os pés ainda embrulhados e enlaçados por fita vermelha de presente. Componho o cenário do mundo que vivo pelas palavras que desenho, meu sorriso nas curvas, minha pressa em linha reta. É assim que acabo inspirando e aspirando e inspirando e aspirando e inspirando e aspirando as minhas patologias. E prometo, até assino, por mim e comigo, terminar de respirar minhas idéias assim que eu me ausentar delas.

___

Escrevendo a dissertação-de-mestrado mode: ON.
Escrevendo além-da-dissertação-ainda-nos-pensamentos mode: ON.
Tempo? OFF.
Até.

15 comentários:

jessicadeverdade disse...

Gosto muito do teu jeito de escrever...
té mais

Mai disse...

Mas...
Como assim...
Dissertações enlouquecem mesmo mas, vais assim...
sem good bye ou so long?

Olha Pat, escrever os teus silêncios em e-books ou em dissertações ou mesmo textos publicáveis em livros-pele é um ofício em que o hálito divino é o teu e sabes disso.

Que '...em princípio era o verbo...' não fui eu que inventei.

Bem, te espero em on... ou pause... ou off...
Continuarei te seguindo.

beijos muitos,
torcida, todas
e carinho, sempre.

mai

Ultra Violet disse...

Isso é verdade. A literatura não seria a mesma sem a loucura. Um pouco dela é saudável para estravazar o pensamento entre as linhas. Patológico é usar o poder da palavra para brincar com sentimentos.Mas, essa é uma outra estória...

Bjs.

Isaque Viana disse...

Manda ver no mestrado, Pati!

Beijo e saudade.

Monday disse...

nossa, e ela ainda vai virar mestra ... agora é que eu gamo de vez!!!!!!!!

menina linda do meu coração, baldes e baldes de saudades ...

bjks e boa dissertação

quando terminar, me avisa que eu vou pagar o almoço, de presente, tá?

Carlos Barros disse...

E assim damos vazão a loucura que impera em nossa mente!

Excelente texto.

Abraços.

Lilian Dalledone disse...

Não termine de respirar suas idéias. Elas te enchem de energias boas e transbordam na forma de palavras que inspiram meu dia.
Keep breathing.

Celine Ramos disse...

Gosto tanto do que vc escreve. Me delicio encolhida e calada

Cesar disse...

te entendo. To pra defender a tese de doutorado. OS artigos da revista internacional sairam e eu empacado feito burro na ladeira. È dose. Prefiro as linhas mestras de tua poesia/prosa

Gustavo disse...

apesar de trivial é um texto genial!

Sam disse...

Mesmo que vc se ausente delas, minha querida.... a suas idéias e ytudo de bom que anda plantando por aí, há de germinar e voarem como sementes no vento para vingarem em outros terrenos, necessitados de suas flores e perfumes...

Beijos meus =)

.moony. disse...

adorei o trecho no início do post... a loucura me atrai xD~
continue escrevendo, moça ^^
sei que sempre digo isso, mas é pra deixar registrado xD
quem escreve assim nunca deve parar ^^
boa sorte no mestrado o/
teh +
o/*
.moony.

Mai disse...

E agora a 'tiete' volta para deixar o abraço e o sorriso de quem viu, 'sentadinha' a
imensa-mínima, escritora e poeta - Patrícia Lage.

Nem imaginas a alegria que me dás e hoje, ainda mais.

Carinho,

Mai.

Ígor Andrade disse...

Gostaria de ver o projeto todo!
Abração, Pati!

Sunflower disse...

Vai Lá!

E eu fico aqui com saudades e beijas.