7 de agosto de 2009

Das classificações

_ Certas janelas não trazem meus olhos, e eu digo melhor através deles.

_ Não, você escreve bem. É uma grande escritora.

_ São palavras. Dizer vai além de escrever, simplesmente. O que faço aqui é apenas uma tentativa de decodificar as coisas que sinto. As palavras são um meio, o que cabe aqui.

_ Correto. O que você quer?

_ Ficar quieta. Desde que nasci espero pelo momento em que vou ser entendida sem precisar dizer.

_ Não chegamos nesse nível ainda.

_ Porque amor nem se chama amor, nem tem nome nenhum.

_ Desse jeito, vai esperar pra sempre.

_ Então eu vou esperar pra sempre. Enquanto isso, as pessoas que cruzam comigo chamam isso de mim de amor racional, mesquinho, pequeno e mundano.

***

Até.

'tell me where you're goin or
what is going wrong
I felt you leavin before
you'd even gone
and hold me now
or never ever hold me again
no more talk
can take me from this pain I'm in
pain I'm in

see the moonlight shinin on
your window pane
see it leave you as
faithful as it came
please yourself so you
don't have to be afraid
make amends
or carry on another way
another way

tell me what you were think
into treat somebody so
the care he took the
lengths to which he'd go
coals are hot to walk
across without your shoes
but in the end
know that you got nothin to lose
nothin to lose'


(The Lengths - The Black Keys)

2 comentários:

Mai disse...

Ah! Que coisa mais linda, Pat. Teu texto é coisa de quem olha, vê e sente além do que está dentro e fora do coração das coisas e de tudo...
.
E o amor não se chama assim como dizem que é...
Engolir a palavra, falar prá dentro e dizer com olhos, mãos, toque, sorriso. Dizer tudo sem nada falar...
Epifânia,
Patrícia é teu nome hoje.

Beijos, querida

Ceisa Martins disse...

E eu chamo isso de paciencia, quietude e sabedoria...
Que não há momento mais pleno do que sentir-se assimapenas e somente com o coração quieto e cheio de paz!

Esperaráp ra sempre nada!
Uma hora o coração que tá quieto,arruma um motivo pra se encher de loucura boa! :)


Beijos!