8 de maio de 2010

Fazendo a Vida

Conheço gente que planta árvores, tem filhos, escreve livros. Eu não faço nada disso. Rego as plantas do pequeno jardim da minha varanda que nasceram porque assim quiseram, ensino sobre métricas e rimas aos filhos dos outros, leio páginas e páginas todas as noites até adormecer. Não planto, não tenho, não escrevo. Mas quando aconteço, reconheço. Cada instante tem cara de começo.

6 comentários:

Mai disse...

Dias a mais e a menos.
E a cada novo instante és mais

beijos, Pat

Fabio Rocha disse...

Devagar e de mansinho... ;)

Ígor Andrade disse...

Só entendi você hoje... rs
Abração!

Estava Perdida no Mar disse...

E assim, vamos plantando nosso lugar no mundo.

Ceisa Martins disse...

E você acontece tanto na minha vida!
Espero que reconheça isso!

Beijos!

Ana Claudia disse...

Sorriso, sorriso e sorriso.