20 de outubro de 2010

Primeira Pessoa

sem saber como, nem quando, nem onde
Pablo Neruda

Eu acordo. Eu durmo. Eu falo. Eu calo. Eu corro. Eu paro. Eu apareço. Eu sumo. Eu tento. Eu consigo. Eu falho. Eu admito. Eu peço. Eu perdoo. Eu choro. Eu sorrio. Eu beijo. Eu abraço. Eu procuro. Eu acho. Eu torço. Eu vibro. Eu tremo. Eu firmo. Eu recebo. Eu doo. Eu quero. Eu tenho. Eu ganho. Eu perco. Eu lembro. Eu fixo. Eu ando. Eu chego. Eu escrevo. Eu sinto. Eu respiro. Eu agradeço. Eu rezo. Eu acalmo. Eu erro. Eu aprendo. Eu acerto. Eu celebro. Eu surto. Eu esqueço. Eu gosto. Eu protejo. Eu acolho. Eu cuido. Eu seguro. Eu grito. Eu morro. Eu vivo...


(aqui, aí, lugar qualquer)
Eu amo você.

3 comentários:

euquefizapati disse...

EU AMO VC.......

Allonso disse...

Eu comento

Hélio disse...

Sempre te terei no coração.
Na paz ou na guerra.
No centro ou no Mundo.

Te amo..